Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Estas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao clicar no botão "aceitar" ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies.

área restrita
22/06/2022
0 Comentários

Conheça os principais erros na reforma do banheiro

Transforme seu banheiro sem dor de cabeça com estas dicas da Fani!


Monocomando de Mesa 6877 C640 Linha Eros 640 – Fani

Ducha Articulada de Teto 3100 C640 Linha Eros 640 – Fani

Para evitar que um sonho se transforme em pesadelo, na hora de reformar um banheiro, você deve se preparar financeiramente, traçar um bom planejamento, contratar mão de obra especializada e escolher as peças e acabamentos corretos, indo além da estética e necessidade.

Esse passo a passo parece fácil, mas nem sempre é seguido pelos proprietários, resultando em uma dor de cabeça que poderia ser evitada. O primeiro passo para acertar é agregar o maior conhecimento possível sobre o assunto e ser paciente para pesquisar, perguntar e comparar.

A Fani vem acompanhando a transformação de banheiros há mais de três décadas, e com base nessa experiência, vamos listar abaixo os cinco erros mais comuns que as pessoas cometem na reforma do banheiro. 

Erro número 1

Os erros na reforma podem surgir antes de começar qualquer intervenção no ambiente. E, ao nosso ver, o principal deles está na avaliação realista e sincera das prioridades e necessidades dos moradores em relação a este ambiente.

Quando se trata de uma reforma, isso quer dizer que estamos tão insatisfeitos com a disposição ou decoração de um ambiente que tomamos a decisão de investir em uma transformação ou uma reconfiguração daquele espaço às atuais expectativas.

Torneira de Mesa 1208 C95 Linha Slim 95 – Fani

Mas você realmente precisa dar esse passo? Qual é o objetivo da reforma e o que você espera desfrutar daquele novo banheiro dali em diante? Isso vai contribuir de alguma forma na sua rotina e bem-estar dentro de casa? Vai te fazer mais feliz, confortável e satisfeito?

Se você encontrar respostas claras para todas essas perguntas, é sinal de que você refletiu bastante e está preparado para começar a transformar sua casa porque quer evoluir de patamar, e não simplesmente baseado na ideia de que é preciso mudar por mudar.

Planejamento

A pior coisa que você pode fazer quando está pensando em reformar, qualquer que seja o ambiente, é agir por impulso ou ansiedade. Não é como comprar um refrigerante no mercado ou pãezinhos na padaria; será mais complexo do que isso e vai exigir muito planejamento.

Esse planejamento envolve diferentes nuances, desde a pessoal até a financeira. Você terá disponibilidade para buscar inspirações, comparar opções, escolher as peças corretas, lidar com fornecedores e acompanhar a obra?

Torneira de Mesa 1208 RV210 Linha Prima 210 – Fani

Tudo isso vai te ajudar a nortear a reforma para que ela tenha começo, meio e fim – já ouviu aquela história de pessoas que começaram a mexer em casa e, ao longo deste processo, desabafam que aquilo parecia que nunca ia ter fim?

Também não é recomendável começar uma obra ou reforma sem ter minimamente uma reserva financeira dedicada para isso – se possível, evite operações com cartão de crédito e tente barganhar descontos pagando à vista.

A escolha da mão de obra

Poderíamos inserir esse tópico juntamente com o planejamento, pois sempre recomendamos a contratação de mão de obra especializada e capacitada para realizar intervenções estruturais em casas e apartamentos.

Ocorre que, muitas vezes, as pessoas acabam optando por uma mão de obra mais barata e menos qualificada, quando não à base de favores ou camaradagem. Pode dar certo? Sim, e há bons exemplos nisto. No entanto, acabam sendo a exceção que confirmam a regra.

Torneira de Parede 1199 BK450 Linha Horus 450 – Fani

Engajados pelo movimento do ‘faça-você-mesmo’, muita gente vem se arriscando a realizar as reformas por conta própria. Pode ser interessante do ponto de vista pessoal, sentir-se realizado em ser o protagonista dessa mudança e até garantir que tudo seja feito sem pressa, com zelo e carinho em cada detalhe.

Isso pode até funcionar bem com quem tem boa experiência com projetos, obras e manuseio ferramental, mas vale considerar que o banheiro é um ambiente muito peculiar, onde a infraestrutura hidráulica interfere bastante no que pretendemos fazer e mudar. Na dúvida, não se aventure! 

Análise do espaço e das medidas de instalação

Agora que já norteamos bem os erros mais comuns que circundam os aspectos de projeto e obra, vamos trazer aqui dois dos deslizes mais frequentes que as pessoas cometem na fase de acabamento, justamente aquela em que precisamos tirar um 10 para tudo sair como planejado.

Se você analisou bem o espaço disponível lá no começo da reforma, vai chegar a essa fase com uma marcenaria bem planejada, preferencialmente sob medida. Nada de porta de banheiro ou dos armários esbarrando em outros objetos ou dificultando a circulação, correto?

Essa análise também vai lhe impedir de acrescentar muitas coisas em um banheiro que pode ser pequeno, o que vai resultar lá na frente em dificuldades para usar a bancada e falta de espaço nos armazenamentos.

Muitas pessoas deixam esse detalhe para última hora e a chance de errar é gigante: você já definiu as alturas em que serão fixados os metais e acessórios de parede e até de teto? Muita atenção como a saboneteira de parede, os toalheiros, os cabides, a papeleira? Não deixe para depois e evite furações desnecessárias. Conheça todas as medidas neste vídeo:

Não cometa esses erros ao escolher metais de banheiro e cozinha

A escolha dos metais e da cuba

Sim, você está quase terminando a reforma do seu banheiro, está tomado(a) pela ansiedade para começar a desfrutar de tudo, mas ao tentar lavar as mãos, por exemplo, percebe que elas não cabem entre a cuba e a torneira – ou cabem com muito espaço de sobra, espirrando água por toda a bancada.

Esses sinais pra lá de comuns que erros graves foram cometidos na escolha de metais em relação às cubas e vice-versa. É um conjunto que precisa funcionar em parceria, pois a escolha de um elemento interfere na do outro. Falamos sobre essa escolha ‘casada’ neste vídeo:

A torneira certa para cada tipo de cuba

Vale analisar se o design, as cores, os acabamentos e as texturas desses elementos combinam com o estilo e a paleta do restante do banheiro, ajustando tudo em direção ao equilíbrio, sem exageros, deixando tudo em harmonia.

Especificamente sobre os metais, vale entender também como é a relação deles com a pressão, pois torneiras, misturadores e monocomandos podem exigir mais ou menos metros de coluna d’água (m.c.a.). Encaixar sua escolha de metal com a pressão disponível em casa vai tornar a experiência de uso muito mais satisfatória.

Agora você tem por onde começar! Conhecendo o que as pessoas mais costumam errar na reforma de um banheiro, você está mais preparado para atravessar esse período com muito mais tranquilidade do que imagina. Já passou por algum perrengue na reforma do banheiro? Compartilhe conosco nos comentários:







0 Comentários

            
Comentar
     
       

Decoração neutra com pontos de cor: os principais erros e acertos
Leia Mais
Reparo de torneira: manutenção e cuidados preventivos
Leia Mais
Dicas para ter cozinhas pequenas e planejadas inspiradoras
Leia Mais

Enviando

CONVERSAR COM O SAC
Olá, gostaria de conversar agora com o SAC Fani.